diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal

A compreensão sobre as diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal é fundamental para que você possa se comunicar com aqueles para quem deseja vender.

É muito difícil ter sucesso com a sua empresa se você não produz conteúdo de qualidade, não posiciona a sua marca no mercado e se não segmenta as suas ações de marketing.

Para reconhecer o seu público é primordial entender as diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal, a partir de suas definições prévias. É exatamente isso que nós vamos fazer agora! Vamos lá?

O que é público-alvo

Definir o público-alvo da sua empresa é altamente importante porque diz respeito às questões fundamentais e mais amplas sobre os consumidores da sua marca, que são a sua demografia, as suas características socioeconômicas e o seu comportamento como um todo.

A definição do público alvo de uma empresa depende da combinação de uma série de dados, que devem ser analisados constantemente e podem ser encontrados na sua base de clientes atuais ou realizando pesquisas no seu mercado de atuação.

Entre esses dados a serem analisados nós temos…

  • A faixa etária da maior parte do seu público
  • O sexo que a maioria tem
  • A formação educacional que quase todos apresentam
  • O poder aquisitivo, de maneira generalizada
  • A classe social que majoritariamente ocupam
  • Onde eles se encontram
  • Os seus hábitos de consumo

Um possível exemplo de público-alvo é: Mulheres, que tem de 30 a 40 anos, tem ensino médio completo, são da Classe B, trabalham integralmente em casa e querem otimizar o serviço doméstico.

Ter o público-alvo definido é o básico para qualquer negócio funcionar.

O que é persona

O termo “persona” é muito utilizado no marketing e vamos explicá-lo de uma maneira muito simples para que você saiba as diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal.

Persona nada mais é do que um personagem fictício que representa o seu público-alvo. A persona deve ser definida para sua empresa usá-la como referência na hora de gerar conteúdos e planejar suas ações de marketing.

Elementos analisados no público-alvo também tem peso aqui, mas outras questões também são apontadas, como:

  • Cargo ocupado por essa persona
  • Seus hábitos
  • Seus gostos
  • Suas frustrações
  • Suas crenças
  • Suas mídias prediletas
  • As tecnologias às quais está habituado

É necessário entender que no caso da persona, não precisa haver uma só, pelo contrário, sua empresa pode ter uma para cada tipo de produto ou serviço.

Uma persona pode ter o papel de influenciadora, aquela que influenciará uma determinada compra, enquanto outra persona pode ter o papel de decisora, aquela que vai decidir a compra.

De qualquer forma, toda persona precisa ter um problema ou dificuldade que pode ser solucionado pela sua empresa.

diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal

Exemplo de personas:

Imagine que você tem um centro de estudos que oferece diversos cursos presenciais para pessoas de 17 a 40 anos que desejam se preparar para o ENEM e vestibular na cidade de São Paulo (público-alvo).

A sua persona principal poderia ser a Luiza, estudante de 17 anos que deseja passar no vestibular, mas tem muita dificuldade em Matemática e que ao entrar em contato com os anúncios e conteúdo da sua empresa, acabou influenciando Marta, a mãe dela, a comprar o curso de matemática.

A persona secundária seria Marta de 35 anos, a mãe da Luiza, que também foi impactada pelos conteúdos e ações de marketing do seu Centro de Estudos, ajudando na decisão dela pela compra do curso de matemática para a filha.

O mais importante é perceber a possibilidade de produzir anúncios e conteúdos segmentados para cada persona, conseguindo falar a língua de cada uma e obtendo muito mais resultados, com o planejamento de conteúdos e segmentação de públicos em mídias pagas.

O que é um “cliente ideal”

O cliente ideal é basicamente um resumo daquele que seria o cliente dos seus sonhos, aquela persona que já fez a Jornada de Compra, que já está educada e pronta o suficiente para comprar.

É você apontando que tipo de pessoa reuniria características variadas que acabariam tornando-a mais engajada, mais identificada e mais presente no que você produz e no que você oferece.

Obviamente essas definições dependem de quem é o seu cliente. É uma empresa? Ou um consumidor final?

No caso de ser uma empresa, a estrutura da equipe, a localização do negócio e o número de funcionários envolvidos são fatores a se levar em conta.

Já no caso de ser um consumidor final, fatores como a frequência de compra, o conhecimento do produto e o interesse nele são fatores fundamentais para essa compreensão total.

diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal

Entender as diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal é essencialmente fundamental para o posicionamento da sua marca e planejamento de marketing. Sem um público-alvo definido a empresa sequer tem propósito para existir, e com o uso de personas fica muito mais fácil planejar conteúdos e anúncios mais eficazes que ajudarão sua empresa a encontrar seus clientes ideais.

E a sua empresa, já definiu um público-alvo, personas e cliente ideal?
Lembre-se que isso influencia diretamente para que seu negócio se destaque no mercado e esteja à frente da concorrência. Vale a pena o esforço nesse trabalho, pode acreditar!

Conheça o nosso Gerador Prático de Personas

Se você quer definir uma persona agora mesmo, mas não sabe como começar, te convidamos a conhecer o nosso Gerador Prático de Personas, com as opções de gerar Personas B2B ou Personas B2C:

diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal

Leia também: Como Definir uma Persona e a Importância dela para o seu Negócio

Compartilhar:
Escrito por Telmo Kunzel Jr
Marketing Digital